segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Lendo os outros


"BE 

O divórcio unilateral do BE em relação ao seu vereador na Câmara Municipal de Lisboa -- cuja aliança com o presidente do Município teve o acordo oficial do próprio BE -- mostra, mais uma vez, que o BE não se dá bem a governar.
Não há nisto grandes motivos para surpresa. A esquerda radical não deseja nem está preparada para assumir as responsabilidades de governo, nomeadamente os compromissos inerentes à governação partilhada. É da sua natureza. A oposição extremista é mais fácil.
Mas continua a haver quem imagine governos da "esquerda plural", incluindo nomeadamente o BE. A pergunta óbvia é a seguinte: mesmo que aceitasse integrar um governo desses, quanto tempo é que o BE demoraria para "roer a corda"?"

Vital Moreira, in 'Causa Nossa'

1 comentário:

  1. João Mattos e Silva16:59

    Vá lá. Por uma vez na vida concordo com Vital Moreira!
    "Aux armes citoyens"...

    ResponderEliminar