quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Justiça Social



Lewis Hine

(Versión en español en los comentarios)

No passado domingo, sem esperar, passei por uma manifestação contra os cortes na saúde aqui em Espanha. Agora, acabo de ver o vídeo da “conferência falida” do ministro Miguel Relvas. Observei o mesmo: pessoas cansadas de injustiça, fartas de mentiras e a entrar no campo do desespero. De momento as manifestações são “pacíficas”, mas até quando isto se aguentará assim? Hoje comemora-se o dia da justiça social, onde se chama a atenção para a necessidade da igualdade, sobretudo, passo a redundância, de justiça. 


5 comentários:

  1. Justicia Social

    El pasado domingo, sin esperar, pasé por una manifestación contra los recortes sanitario aquí en España. Ahora, termino de ver el vídeo de la “conferencia fallida” de un ministro portugués, por gente, gran parte estudiantes, que piden su dimisión. He observado lo mismo: personas cansadas de injusticia, hartas de mentiras y a entrar en es desespero. De momento las manifestaciones son “pacificas”, pero ¿hasta cuándo? Hoy se comemora el día de la justicia social, donde se llama la atención para la necesidad de igualdad, sobre todo, paso la redundancia, de justicia.

    ResponderEliminar
  2. As manifestações pacíficas têm os dias contados. Não tenho dúvidas disso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esse é um dos meus temores... :(

      Eliminar
  3. Eu estou pronta para tudo, para o que der e vier, estou farta, farta, fartinha de ser usada e abusada, sinto-me um joguete em mãos alheias! Só estou a achar é tarde, é tarde para se fazer alguma coisa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Entendo, Suricate, entendo... Atravessamos tempos muito duros, ainda mais quando nos tratam como "parvos" e "tótós" e nalguns casos são verdadeiras projecções. :(

      Eliminar